Somos amantes da teledramaturgia. Respeitamos a arte e a criação acima de tudo. Nosso profundo respeito a todos os profissionais que criam e fazem da televisão essa ferramenta grandiosa, poderosa, que desperta os mais variados sentimentos. Nossa crítica é nossa colaboração, nossa arma, nosso grito de liberdade.



ENTREVISTAS EXCLUSIVAS

Free DHTML scripts provided by Dynamic Drive

domingo, 13 de março de 2011

TV in e TV out
..

por Guilherme Staush
.
.
Estreando hoje a coluna TV in e TV out , onde faremos uma rotatividade entre os autores do blog para destacar um acontecimento positivo (in) e um negativo (out) da televisão nos últimos dias.
.


.
A atuação de Heitor Martinez na novela “Ribeirão do Tempo”, da Rede Record.
O ator está tendo um ótimo desempenho com seu vilão, o senador Nicolau, que nos últimos capítulos da novela abusou sexualmente da menina Dália (Isabela Dionísio), a filha da empregada, e nas sequências seguintes deu dinheiro para que mãe e filha sumissem de Ribeirão. As cenas foram fortes e o ator pode mostrar seu grande potencial de interpretação.
Este é o terceiro vilão de Heitor na emissora. Os outros dois foram o traficante Jacson em “Vidas Opostas” e o vigarista Petrônio em “Amor e Intrigas”.


A chamada gerada “por engano” pelo SBT da reprise da novela mexicana Rebelde, aterrorizando a Rede Record, que está prestes a estrear a adaptação brasileira feita por Margareth Boury. Aliás, coisas estranhas andam acontecendo na emissora do homem do Baú. Há poucos dias, também vazaram na internet algumas cenas da novela “Amor e Revolução”, que a emissora estreia em abril.
.
.
.

5 comentários:

Duh Secco disse...

È importante ressaltar que a força da interpretação de Heitor Martinez alterou os rumos de uma até então morna Ribeirão do Tempo. A trama envolvendo o atentado promovido por seu personagem à pousada de Tito (Ângelo Paes Leme) e agora a abordagem da pedofilia movimentaram a novela e retiraram o foco da história central, pouco interessante ao público. Senador Nicolau é hoje protagonista absoluto, com toda honra e mérito. Heitor fez por merecer.

Já com relação ao SBT, comenta-se por aí que eles já emitiram comunicado às afiliadas pedindo a alteração do horário do jornal local para que possam encaixar uma novela na grade noturna. Só tenho a lamentar. Não são atitudes como esta que levaram a emissora de Silvio Santos de volta ao segundo lugar.

Marcelo disse...

Eu conhecia o Heitor da turminha de praia de Ipanema. Íamos todos os dias ao Posto Nove, bater papo-cabeça sentados na areia e curtindo nosso barato. Ele só havia feito "Como Ser Solteiro" e são tantos os filmes em cartaz na Zona Sul do Rio que eu perdi de vê-lo atuando, aquele rapaz que chupava picolé sentado na canga da Milena.

Aí ele fez o filme "Tieta", do Cacá Diegues e do atendente de bar Claudionor, de "Suave Veneno", do Aguinaldo Silva. Já era consagrado como ator, pela boa performance no cinema (além da beleza física inconteste). Em 2004, Aguinaldo Silva fez outro pape que ele interpretou, filho de Giovanni Improtta (José Wilker). Aliás, as comparações físicas entre o Heitor de "Senhora do Destino" com o José Wilker quando novo forma muitas na época.
Deixei meu depoimento de espectador exclusivo da TV Globo e do pouco que acompanhei da carreira do meu colega de praia. Sou uma negação em off-Globo mas acompanhei alguns capítulos do golpista Petrônio, em "Amor e Intrigas". Primeiro vilão dele, acredito mas ele me convenceu. Muitas cenas dessa novela foram gravadas no alto de Visconde de Mauá, aqui do lado, onde fica minha Igreja.

O Heitor vive pra carreira artística desde os anos 90, ele merece a consagração como ator, visto que a beleza dele está indo com o tempo.

Rodrigo disse...

Coisas do Silvio Santos, um espertalhão que copia tudo que há de pior na TV americana e que nunca foi gênio nenhum. Ratinho, por exemplo, é cópia do Jerry Springer, o rei da baixaria americana. Enfim, trata-se de uma emissora sem credibilidade mesmo porque já começa sem departamento de criação. A Record, hoje, consegue ser a segunda colocada porque imita o padrão Globo de qualidade. Mas às vezes encarna o padrão SBT quando tira uma reprise do ar, como foi o caso de "Essas Mulheres". Só resta saber se a emissora dos bispos ainda sofre de bipolaridade nesse aspecto.

Eddy disse...

Essa estratégia do Sílvio, sem dúvida, é de uma falta de ética absurda.

Mas eu confesso que estou me divertindo bastante com essa briga.

edu vieira disse...

o Heitor martinez não é meu ator preferido, mas ele tem vivido papéis diferentes desde o filme já citado, a comédia, até papéis menos expressivos como Tieta. Ele arrasou mesmo na novela Vidas Opostas , roubando a novela do galã, Léo Rosa. Agora ele está muito bem mesmo como o senador, mas a novela já passou da hora pra acabar.