Somos amantes da teledramaturgia. Respeitamos a arte e a criação acima de tudo. Nosso profundo respeito a todos os profissionais que criam e fazem da televisão essa ferramenta grandiosa, poderosa, que desperta os mais variados sentimentos. Nossa crítica é nossa colaboração, nossa arma, nosso grito de liberdade.



ENTREVISTAS EXCLUSIVAS

Free DHTML scripts provided by Dynamic Drive

sexta-feira, 13 de maio de 2011



por Daniel Pepe


INSENSATO EM ASCENSÃO

O capítulo 100 de Insensato Coração, exibido nesta quinta, bateu o recorde de audiência da novela, com 40 pontos. Foi marcado pela discussão de Leila (Bruna Linzmeyer) e Júlio (Marcelo Valle) e a expulsão dela pelo pai de casa, depois dele ter descoberto que a garota fácil de quem os colegas de trabalho falavam era a própria filha. Teve ainda a epopeia de Norma (Gloria Pires) atrás de Léo (Gabriel Braga Nunes) no underground de Florianópolis, onde ela conseguiu encontrá-lo depois de anos presa. A expectativa pelo encontro era grande, já que a enfermeira vem prometendo vingança desde que se descobriu traída e culpada pelo crime que não cometeu. De uma forma geral, a história deu uma boa movimentada nas últimas semanas, com a audiência em ascensão, culminando ontem com esse recorde. Espera-se que continue assim.


OUSADIA OU APELAÇÃO?

Também nesta quinta foi exibido em Amor e Revolução o alardeado beijo gay entre as personagens de Luciana Vendramini e Giselle Tigre. A cena foi bonita, bem escrita, dirigida e interpretada e levou a novela a atingir picos recordes de 9 pontos. Provavelmente não foi o suficiente para manter o Ibope alto daqui pra frente. Mas valeu por representar um avanço para a teledramaturgia, e que casos como este se repitam de forma mais natural, sem precisar ser amplamente divulgado. Entretanto, o contexto da história não pedia esse acontecimento. Faltou uma evolução na trama das personagens que culminasse nesse beijo. Da forma como foi inserida a cena, parece que realmente serviu mais para chamar a atenção.


TAPAS SOBE; BATENDO SAI

Enquanto Tapas e Beijos vem marcando sucessivos recordes, Batendo Ponto foi cancelada por baixa audiência – chegou a ficar em quarto lugar no Ibope – e terá seu último episódio exibido no próximo domingo. A primeira começou sem uma forte identidade nem grandes atrativos no roteiro e nos desempenhos dos atores, embora tendo sucesso, mas nos últimos episódios vem tomando características próprias, tornando a atração bem popular(esca), mesmo feito conseguido há anos por A Grande Família. Só espera-se que neste caso a série tenha o tempo de vida merecido e necessário; que não se cometam exageros. Já no caso de Batendo Ponto, foi um erro a série ter entrado na grade fixa de 2011. O episódio piloto exibido no final do ano não teve grande destaque no Ibope, tampouco em seu roteiro. É justamente para testar as séries que servem essas primeiras exibições.


Imagens: Ângela Pires, SBT, Rede Globo



4 comentários:

Nanda disse...

Achei o beijo gay desnecessário tão no início da novela, principalmente sendo que uma delas nao estava certa do que queria. Teve uma reação muito artifical.

Fernando Oliveira disse...

A grade de séries da Globo está ótima. Só descarto mesmo Batendo Ponto, que já está descartada pela emissora. Quanto ao beijo, creio que as pessoas ficaram chocadas, até eu fiquei! Mas vi o beijo natural e poderia acontecer outras vezes, claro que dentro do contexto da trama que envolve as personagens.

Suzana disse...

Ainda bem que essa série - Batendo o Ponto - saiu do ar. Aliás, todas as outras com exceção de Tapas e Beijos poderiam sair. Lara com Z tb é infame. Só o piloto foi bom.

edu vieira disse...

a cena do pai com a filha em Insensato mostrou pra mostrar esse talento que é o Marcelo Valle. Ele estava muito bem na cena, entregue, aliás como em todas as cenas . Legal o Gilberto e o Ricardo terem dado esse papel maior a esse bom ator.