Somos amantes da teledramaturgia. Respeitamos a arte e a criação acima de tudo. Nosso profundo respeito a todos os profissionais que criam e fazem da televisão essa ferramenta grandiosa, poderosa, que desperta os mais variados sentimentos. Nossa crítica é nossa colaboração, nossa arma, nosso grito de liberdade.



ENTREVISTAS EXCLUSIVAS

Free DHTML scripts provided by Dynamic Drive

sexta-feira, 4 de maio de 2012

S I L V I O 

de

A B R E U





Silvio de Abreu retorna ao blog Agora é Que São Eles. No ano passado, o autor nos concedeu uma entrevista (CLIQUE AQUI para ler) contando sobre seus diversos trabalhos na TV. Dessa vez, o autor fala com exclusividade ao Agora sobre seu próximo trabalho, o remake de Guerra dos Sexos, e conta as novidades sobre a trama e o elenco da próxima novela das 7. Confiram!



CONTEÚDO EXCLUSIVO


 por Guilherme Staush



1.   Em depoimentos dados para alguns sites, você contou que Charlô e Otávio (Irene Ravache e Tony Ramos) da Guerra dos Sexos atualizada serão sobrinhos de Charlô e Otávio (Fernanda Montenegro e Paulo Autran) da Guerra de 1983. Como será isso? Eles terão os mesmos nomes dos tios e viverão as mesmas situações deles? Será uma adaptação da Guerra original ou uma continuação da história?

O remake será exatamente como o original com algumas, digamos, licenças poéticas. Em 2012 Bimbo I e Charlô I morrem no inicio da trama e deixam a sua fortuna para seus sobrinhos homônimos e preferidos,  Bimbo II e Charlô II que, coincidentemente, têm os mesmos problemas de relacionamento que eles tiveram no passado e os mesmos gênios combativos e divergentes.  Junto com a herança vem a governanta da casa, que já servia Charlô e Bimbo primeiros, Olivia, que será interpretada pela mesma atriz da versão de 1983, Marilu Bueno. Através das lembranças dela sobre os antigos patrões será possível trazer de volta muitas cenas de Fernanda Montenegro e Paulo Autran. Sei que muitos fãs da novela dirão que na história original eles não tinham sobrinhos, que se a história se passa 30 anos depois, como pode os personagens, nomes e situações serem os mesmos etc e etc, mas isso tudo é irrelevante uma vez que estamos lidando com ficção e o que interessa é proporcionarmos um bom divertimento ao público.  

Tony Ramos e Irene Ravache serão os sobrinhos
homônimos de Charlô e Otávio na atualização de Guerra dos Sexos.


2.  Acredito que a antológica cena do café da manhã, quando os primos Otávio e Charlô dão a guerra por declarada, não poderá faltar no remake. Já escreveu a cena? Pode adiantar algo? Que outras cenas de impacto similar acha que não podem faltar nessa nova versão?

A cena já está reescrita e vai ter algumas surpresas para o público. Revendo a novela é surpreendente o número de situações divertidas em que os personagens são colocados. Não só Charlô e Otávio, mas todos os outros. Roberta Leone e Felipe de Alcântara, que foram Gloria Menezes e Tarcísio Meira e agora serão Glória Pires e Edson Celulari têm uma infinidade de situações inusitadas e divertidas que serão conservadas e modernizadas. Quando se fala da novela, a primeira cena que vem à cabeça do público é a da cena do café da manhã, o que não é de estranhar porque é a mais reprisada da história da televisão brasileira em todos os tempos, mas a novela vai muito além disso.   
  
"Bimbo" (Paulo Autran) e "Cumbuca" (Fernanda Montenegro) na
antológica cena da guerra no café da manhã, na versão original de 1983:
a cena de novela mais reprisada da TV!

3. Na original de 83, as personagens constantemente olhavam e falavam para a câmera, buscando uma forma de interação com o público, criando um estilo que ficou registrado nessa produção. Pretende utilizar esse mesmo recurso na atualização da novela? Acredita que o pastelão, falando mais especificamente sobre “tortas na cara”, ainda terá o mesmo impacto 30 anos depois?

Ainda não decidi com o Jorge Fernando se vamos conservar a retirada da quarta parede, ou seja, fazer os personagens dialogarem com o público. Na versão de 83 essa prática não começou no inicio da novela. Em Jogo da Vida, minha novela anterior, eu tinha usado pela primeira vez este recurso com o personagem Mariúcha, de Elizângela, que era uma vilã e fazia do público seu cúmplice. O resultado foi ótimo e resolvemos repetir a experiência quando sentimos que ficaria bom também na Guerra, e estávamos certos. Em a Incrível Batalha das Filhas da Mãe no Jardim do Éden usamos novamente esse recurso, mas a audiência não entendeu, se ressentiu. Talvez seja melhor esperar a audiência se firmar, para começar a brincar, ainda não sabemos. É evidente que o pastelão não terá o mesmo impacto que teve em 1983, porque já foi mais do que copiado e desgastado em várias outras novelas de muitos outros autores, mas acredito que completa bem o contexto do humor de Guerra dos Sexos e será conservado, assim como o gênero screwball comedy que permeia toda a trama.


Glória Pires será Roberta Leone na versão atualizada, papel que foi de Glória Menezes em 1983.


4. Você ficou chateado por não poder contar com alguns atores que estavam previamente escalados para fazer a novela? O que é mais importante na hora de escalar o elenco para uma produção como essa: O Physique du role do ator, a química com o par romântico, ou algum outro fator?

Não houve muitas baixas no elenco original proposto. Claudia Raia saiu por uma impossibilidade de gravar nos finais de semana, e acho que Luana Piovani é uma escalação à sua altura e está ótima como Vânia. Márcio Garcia seria um excelente Fábio, fotógrafo, apaixonado por Juliana, Mariana Ximenez, mas Paulo Rocha foi uma revelação em Fina Estampa e estou muito satisfeito que faça parte do elenco. Além deles, todos os outros personagens, 25 no total, foram preenchidos pelas nossas primeiras escolhas. O physique du role é super importante, mas não é tudo, veja o exemplo de Michelle Williams em Sete Dias com Marilyn. Ela não tem nada do físico de Marilyn Monroe e convence plenamente na tela. A química do par romântico é imprescindível, mas só vamos ver se funciona quando estiverem em cena. Acho que o que mais conta é o talento de cada um, a vontade, o empenho e a disponibilidade para fazer a novela. 
  

Marilu Bueno vai dar continuidade à Olívia, a fiel governanta
de Charlô, na versão de 1983.


5.  Quais os nomes confirmados para o elenco da novela até o momento?

Otávio - Tony Ramos; Charlô - Irene Ravache; Felipe - Edson Celulari; Juliana - Mariana Ximenez;  Analu - Raquel Bertami; Nando - Reynaldo Gianecchini; Olivia - Marilu Bueno; Vânia - Luana Piovani; Ulisses - Eriberto Leão; Afrodite - Mariana Armellini; Ronaldo – Jesus Luz; Dalete - Carol Rebelo; Roberta - Gloria Pires; Kiko - Johny Massaro; Fabio - Paulo Rocha; Manoela - Guilhermina Guinle; - Nieta - Drica Moraes; Dinorah - Fernando Eiras; Carolina - Bianca Bin; Nene Stallone - Daniel Boaventura; Veruska - Mayana Moura; Zenon - Tiago Rodrigues; Semíramis - Debora Olivieri; Montanha - Marcelo Barros.  


Eriberto Leão (Ulisses), Bianca Bin (Carolina), Drica Moraes (Nieta) e Marianna Armellini (Frô)
estarão no remake de Guerra dos Sexos.


***


8 comentários:

Francisco Beltrão disse...

Silvio vai ter uma de seus maiores desafios pela frente. Mas, acredito que há mais pessoas que nao viram a novela do que telespectadores que já assistiram. Comparações são inevitáveis, mas em Ti Ti nTi Maria Adelaide conseguiu fazer um remake à altura.

Olga Motta disse...

Ótima entrevista, a equipe do blog está de parabéns!

Gostei do elenco. Dos personagens da primeira versão, acho que só falta escalar dois. Mel Maia, se não for aproveitada nas próximas das nove e das seis, periga acabar sendo a Sissa. Já o Ismael, porteiro da mansão da Cumbuca e do Bimbo, era feito pelo Wilson Grey. Eu me lembro que achava um barato porque ele era uma pessoa muito presente no cinema, mas praticamente um estreante em novelas. Quando pensei em quem podia fazer o Ismael, não sei por que me veio o nome do Ted Boy Marino. Talvez por ele nunca ter feito novela, exceto uma participação em Bang Bang que ele nem falou.

Achei ótima a ideia de aproveitar cenas da versão anterior! Vai dar pra matar a saudade do Paulo Autran, como matei as da Dina Sfat no remake de O Astro! Mas uma coisa tem me deixado meio bolada: eu consigo supor que a Dina, se estivesse viva, não se importaria e talvez até gostasse da utilização da imagem dela no remake. Mas o Paulo, que nunca gostou de fazer e não perdia uma oportunidade de desdenhar da televisão, será que ia gostar da ideia?

edu vieira disse...

acho engraçado fazerem a novela subestimando a inteligência do público...só porque é comédia a verossimilhança não é importante...só pra fazerem uma homenagem ao Paulo Autran que odiava fazer televisão? acho que é legal mudar a história, o ângulo, mas os personagens tinham que ser eles mesmos , não sobrinhos inventados. O elenco é bem escolhido e acho que a novela vai ser bem legal sim...só acho que outro ator deveria ser o Nando...melhor escolha é a Drica Moraes...louco pra ver a sua Nieta...

Mônica C. Lessa disse...

To bem entusiasmada. Acho que vai estar a altura da original, que eu vi graças a intenret. Silvio nao é de deixar a peteca cair. E ele se sai sempre bem nas novelas das 7. Comédia é o forte dele. Bjs

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Ja to animado pra ver. Não acompanhei a primeira, pois nem era nascido mais, agora não vou perder, o remake tem tudo pra dar certo, vamos torcer. Sorte ao Silvio e parabens ao blog.

Visitem http://brincdeescrever.blogspot.com.br/2012/05/uma-entrevista-com-vila-carmem-lucia.html

André San disse...

Amo Silvio de Abreu! Qualquer coisa que ele faça, já fico ansioso pra ver... Na espera por Guerra dos Sexos!
André San - www.tele-visao.zip.net

Telinha VIP disse...

Muita expectativa em torno dessa novela...Desde que foi anunciada é a novela mais comentada nos fóruns.

Sergio disse...

Não acredito que Silvio realmente ache que Piovani está a altura de Raia.
Pode parecer teoria improvavel, mas tenho pra mim que Claudia deixou o elenco por se sentir desprestigiada. Ela sempre teve enorme carinho por Silvio, mas foi preciso João Emanuel chegar para ela ganhar a sua merecida protagonista em horário nobre. E se este foi o motivo, ela estava certa, basta observar as substitutas cotadas como grazi e gabriela Duarte e a "atriz" que ficou com o papel por fim.